Publicidade

Plano de Ação do Sistema Integrado das Hortênsias em Gramado

O conjunto de investimentos, no valor de R$ 240 milhões, está qualificando os serviços de água e esgoto de Gramado e Canela


Nesta terça-feira (15), em evento online, a Corsan apresentou à prefeitura de Gramado o andamento do Plano de Ação do Sistema Integrado das Hortênsias. O conjunto de investimentos, no valor de R$ 240 milhões, está qualificando os serviços de água e esgoto de Gramado e Canela.

O diretor-presidente da Corsan, Roberto Barbuti, iniciou a apresentação destacando que o objetivo do evento era prestar contas das ações planejadas e em desenvolvimento. “A Companhia vai cumprir o compromisso assumido com a região das Hortênsias, executando o plano estratégico neste verão e mudando o patamar de segurança hídrica para o futuro. Com a pandemia, a empresa adaptou os planos propostos sem impactar o objetivo final”, salientou. O gestor sublinhou que a Companhia tem a meta de se tornar referência nacional em saneamento, buscando ser mais ágil, moderna e alinhada aos municípios.

Na apresentação das ações, conduzida pelo diretor de Operações da Corsan, André Finamor, foi informado que a Companhia está investindo R$ 90 milhões no abastecimento de água das duas cidades. Os investimentos incluem oito poços artesianos, que vão acrescentar 100 l/s de água ao sistema; 6,5 km de adutora de água bruta; 15,7 km de adutora de água tratada; três Estações de Tratamento de Água (ETAs) compactas (que vão produzir 90 l/s); quarto reservatórios, com capacidade total de 6,5 milhões de litros; e duplicação da ETA 2 para produzir 600 l/s.

Dentro desse pacote, Finamor anunciou a realização das seguintes entregas para os próximos meses: perfuração dos oito poços, para atender os bairros Várzea Grande, Moura, Piratini, Dutra e Ávila; instalação das ETAs compactas; e a nova adutora de água bruta. Os dois primeiros investimentos têm previsão de entrega no próximo verão; e o terceiro, no primeiro semestre de 2021. O diretor frisou que as ações implementadas no plano emergencial já aumentaram em 35% a capacidade de fornecimento de água em Gramado para o próximo verão e que, quando estiverem concluídas, em 2024, as obras de curto prazo em andamento vão aumentar em 75% a capacidade de fornecimento na cidade. Informou também que os investimentos incluem trabalho de georreferenciamento dos sistemas de água e esgoto de Gramado e Canela, garantindo mais agilidade e assertividade nos serviços.

Em relação ao esgotamento sanitário, Finamor ressaltou que, com as previsões de entregas já contratadas, a cobertura de esgoto saltará de 32% para 55% em Gramado e de 16% para 50% em Canela. Os investimentos abrangem a implantação de redes coletoras e estações de tratamento. O diretor disse ainda que está programado para 2021 o leilão de uma parceria público-privada para universalizar o saneamento na região das Hortênsias, com valor previsto de R$ 150 milhões.

O prefeito de Gramado, João Bertolucci (Fedoca), afirmou que o município está evoluindo nos serviços de água e esgoto. “A Corsan vem tratando Gramado com a consideração que ela merece e com a competência que é própria de suas equipes. Esse tratamento vai ao encontro dos objetivos de nosso município, que quer ter um futuro marcado pela sustentabilidade, respeito à natureza, desenvolvimento integrado e atendimento dos serviços essenciais”, afirmou.

Está agendado evento semelhante em Canela, na quinta-feira (17). Também estiveram presentes o diretor de Expansão da Corsan, Julio Hofer, bem como gestores da Companhia e do município.,

Publicidade