REVISTA TAE - Brasil desperdiça milhões com esgoto descartado
Esta notícia já foi visualizada 10058 vezes.



Brasil desperdiça milhões com esgoto descartado

Data:05/09/2012
Fonte: Assessoria de Imprensa

Atualmente, 100 milhões de brasileiros não possuem esgoto tratado, ou seja, metade da população.  Cerca de 13 milhões de pessoas não têm acesso a qualquer tipo de banheiro. Enquanto isso, 5,4 bilhões de litros de esgoto não tratado são descartados diariamente no País. Os dados são de institutos respeitados como o Ressoar e o Trata Brasil. A alemã Huber Technology, uma das maiores empresas mundiais especializada no tratamento de efluentes, com faturamento anual de US$ 250 milhões, comprova há mais de 150 anos o quanto pode valer o esgoto descartado por empresas e governos e o quanto o trata mento e uso das novas tecnologias podem fazer em nome da sustentabilidade e da economia nacional.

Segundo o diretor executivo da Huber no Brasil, Marco Aurélio Pereira da Silva, resolver as principais questões nacionais de saneamento depende de mais investimentos, capacitação dos profissionais e o conhecimento sobre tecnologias avançadas que já vêm sendo utilizadas internacionalmente.
Atualmente, o Brasil destina cerca de 0,22% do PIB para a área de saneamento. Mantendo esse ritmo, o País levará quase 60 anos para alcançar a universalização do saneamento básico. Se fossem destinados e aplicados 0,63% do PIB nesses projetos, o esgoto nacional estaria 100% tratado em, aproximadamente, 20 anos. Nem os 0,22% do PIB destinados para o saneamento no Brasil são colocados em prática, por inconsistência dos projetos apresentados para aprovação. Isso reflete a falta de conhecimento sobre avanços tecnológicos e treinamento dos profissionais brasileiros.

A Hub er é uma empresa alemã, que contribuiu ativamente na implantação de sistemas de saneamento em países de todo o mundo, que possuem hoje 100% do esgoto tratado. A indústria, fundada há 177 anos, é especializada na produção de equipamentos e soluções tecnológicas na área de saneamento. A Huber possui sede no Brasil há cerca de quatro anos e desenvolve projetos de saneamento; energia renovável a partir do esgoto; tratamento de efluentes industriais; reuso de água; solução para lodo e emissários marinhos e sub-fluviais.
 
Seguem abaixo alguns exemplos de sucesso de reuso de água aplicados em países de todo o mundo pela companhia.

Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Hutthurm/Alemanha
Maior estação municipal de MBR no Estado da Baviera. Às margens do rio Liz, um dos poucos rios inalterados da Europa.
Vazão: 2000 m3/dia
Limitação de espaço
Objetivo de preservar a q ualidade do rio
Elevada qualidade do efluente
 
Estação de Tratamento de Esgoto (ETE)  Straubing – Alemanha
Geração de energia elétrica a partir da incineração de lodo de Estação de tratamento de esgoto - ETE
População atendida: 200.000 hab
Capacidade: 0,40 m3/seg
Lodo processado: 9.000 ton/ano (29% de sólidos secos – DS)
Energia elétrica gerada: Cobre a demanda de toda a estação de tratamento de esgoto
Economia anual: R$ 1.850.000,00
 
Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Ataköy / Istambul - Turquia
Produção de energia a partir da queima de biogás dos digestores  e de lodo seco
População atendida:  2.000.000 hab;
Capacidade: 9m3/segundo
Lodo seco gerado:  100 Ton/dia.
Geração eletricidade: 50.000 MWh/ano. Equivale a energia elétrica
para o abastecimento de uma cidade com 25.000 habitantes.
Economia anual: R$ 32,5 milhões< br /> Rio Emscher - Alemanha
Aproveitamento da areia proveniente do tratamento do
esgoto e utilização em construção civil
Rio Emscher (canal a céu aberto);
Vazão: 30 m3/s;
Recuperação de 1100 ton/mes de areia;
Custo para disposição: R$ 1.920.000,00/ ano
Economia com compra de areia:  R$ 840.000,00/ ano
Economia anual: R$ 2.760.000,00
ROI: 6 meses
Redução do impacto do meio ambiente

Comentários desta notícia

Publicidade